Cientistas falam de construções antissísmicas e tratamento do cancro

Será no próximo dia 22 que investigadores da Engenharia Civil e da Física marcarão presença na 24ª edição do PubhD UMinho. Trata-se de um encontro informal a realizar no Café Concerto do Centro Cultural Vila Flor onde os presentes são convidados a conhecer um pouco mais de ciência. Qualquer pessoa pode participar uma vez que os cientistas são desafiados a falar numa linguagem que todas as pessoas entendam.

Luís Miguel Silva é aluno de Doutoramento em Engenharia Civil na Universidade do Minho e está a desenvolver estudos sobre as paredes de tijolo que fazem parte da construção de habitações. A sua investigação passa por construir e analisar o comportamento de paredes de tijolo quando sujeitas a vibrações semelhantes às de um sismo. O investigador pretende desenvolver alternativas a este tipo de construções para que sejam mais resistentes a sismos, diminuindo assim os danos de infraestruturas, bens e pessoas.

Rita Rodrigues é aluna de Doutoramento em Física, também na Universidade do Minho, e foca os seus estudos num sistema inovador de nanopartículas magnéticas (magnetopolissomas) para terapia do cancro. Pensa-se que esta nova metodologia vai permitir um tratamento localizado onde o tumor é atacado localmente através de altas temperaturas e ainda conjugar terapias convencionais como a quimioterapia.

O PubhD (pub=bar e PhD=doutoramento) é um movimento de divulgação da ciência que surgiu no Reino Unido (2014) e se realiza agora em 25 cidades europeias. O PubhD UMinho é organizado pelo STOL – Science Through Our Lives, desde janeiro de 2016, em Braga e Guimarães.

O próximo evento é já no dia 22 de fevereiro pelas 21h15, no Café Concerto do CCVF, em Guimarães.

Luís Miguel Silva – Eng. Civil (ISISE, Universidade do Minho)
Quantas paredes da sua casa resistiriam a um sismo?

Rita Rodrigues – Física (ECUM, Universidade do Minho)
Nanopartículas magnéticas no tratamento do cancro

Anúncios

Terceiro PubhD UMinho – Guimarães (31 MAR 16)

Banner - FrenteO PubhD UMinho regressa a Guimarães com três convidados dispostos a falar dos seus projectos de doutoramento. O público tem encontro marcado com um psicólogo, uma geógrafa e uma médica que em comum possuem apenas o sobrenome muito português, Silva. Os três estudantes de doutoramento vão falar do vírus da SIDA, da geografia do crime no quadrilátero urbano e do poder da atracção entre seres humanos. Apareça! Continuar a ler