Colaboradores

ALEXANDRA FERNANDES

Alexandra FernandesOs afamados testes psicotécnicos, ainda jovem, ditaram que havia de ser cientista ao invés de artista. Sucede que, dias há (a grande maioria), em que não consigo silenciar nenhum dos dois lados, acreditando ser possível vivê-los em perfeita simbiose. Licenciada em Biologia e mestre em Ambiente, colocarem-me uma máquina fotográfica nas mãos é verem-me feliz. Uma folha de papel e um lápis viajariam comigo para uma ilha deserta. Da contemplação e meditação à energia intensa, essa sou eu. Gosto de pessoas. Genuinamente. “A educação é a chave”, sempre acreditei. Pouquíssimas coisas me tiram do sério, mas a injustiça fá-lo em segundos. Dizem que sou boa ouvinte, na mesma medida em que sou tagarela. Comunicação, hein?

 

INÊS SAAVEDRA

Screen Shot 2016-06-20 at 22.27.12

Curiosa por natureza e não só pela natureza, tirei a Licenciatura em Física e, actualmente, encontro-me a terminar o mestrado em Física Fundamental. No fundo, sou uma apaixonada pelo que me rodeia e por aprender coisas novas de áreas muito distintas – foi por esta via que encontrei, por acaso, o STOL. Algo que mexe profundamente comigo, são as injustiças sociais para com as pessoas só porque vêm do sítio x, não têm o dinheiro y, têm a cor z, o sexo w, etc… Para além deste sofrimento real, sofro ainda de um outro mal menor que é a minha ansiedade crónica por perceber que os dias têm poucas horas para tudo aquilo que gostaria de fazer. Contudo, não deixo de lutar por aquilo em que acredito!

Aluna do mestrado em Educação de Adultos e Intervenção Comunitária a realizar o estágio curricular sob a orientação de Clara Costa Oliveira com a colaboração de Alexandra Nobre – ano lectivo 2017 / 2018.

 

IVO LIMA

Screen Shot 2016-02-29 at 17.22.42

Sou estudante finalista de Biologia Aplicada da Universidade do Minho, que é como quem diz, um “quase biólogo”. Considero-me uma pessoa extrovertida que gosta de aliar conhecimentos científicos a uma boa conversa. Sendo um dos alunos mais recente deste projecto STOL, o meu objectivo é mostrar que o cidadão comum tem o dever e o direito de conhecer o mundo através de uma “visão científica”. Sou a pessoa mais positiva que conheço e com isso aprendi a encarar tudo com um sorriso na cara e com humor para dar e vender (de preferência vender).

 

 

Anúncios