Colaboradores

ANA CLARA CAVALVANTE

Sou brasileira e morei no Rio de Janeiro até aos meus 20 anos. Desde sempre tive contacto com a natureza, pois vivi muito tempo em uma região de praia e reservas ecológicas. Adoro observar a interação dos seres vivos com o meio ambiente e analisar o comportamento social dos animais. A minha maior diversão quando criança era assistir a diversos documentários sobre a vida selvagem e ler livros sobre o tema. Certamente fui muito influenciada pela minha família. Esses atos simples despertaram-me um desejo enorme de aprender e pesquisar mais e mais sobre os seres vivos. Esse desejo não morreu com o passar dos anos. Hoje sou aluna do primeiro ano do curso de Biologia Aplicada da Universidade do Minho. Como futura bióloga gostaria de incitar esses mesmos sentimentos nas gerações futuras, divulgando a ciência de forma simples, prática, correta e interessante para todos. 

ANA MARGARIDA OLIVEIRA

Ver o mundo de uma forma diferente e questioná-lo a toda a hora e momento foi algo que nasceu comigo! Conhecer os animais, a forma como cresciam e floriam as plantas e perceber os mais infímos pontos do organismo humano foram temas que sempre me fascinaram! O meu nome é Margarida, nasci e cresci na Cidade Berço e estudo Biologia Aplicada na Universidade do Minho. Considero-me uma pessoa criativa, simpática, empenhada, preocupada e comunicativa. Enquanto estudante de Biologia Aplicada considero fulcral conduzir o conhecimento a toda a comunidade, desde os mais jovens aos adultos, de forma dinâmica, criativa e empreendedora!

ANA RITA OLIVEIRA

Em tempos em que tudo e mais alguma coisa está à distância de um clique é imprescindível desmistificar a imagem do cientista, quebrar barreiras entre a comunidade científica e a restante população numa tentativa de destruir preconceitos e combater a iliteracia científica. Apenas recentemente vim a descobrir que já faço um pouquinho comunicação de Ciência há algum tempo através das redes sociais, tendo usado estas plataformas para informar e educar todos aqueles que vêem os meus posts tanto sobre ciência, como sobre os mais diversos temas tais como feminismo, ecologia, denúncia de atos ilegais ou imorais. A Ciência sempre me fascinou e o preconceito com o “cientista maluco” nunca me afastou. Considero-me uma pessoa bastante comunicativa e comunicar é algo que me dá muito prazer fazer.

ISABEL LUÍSA CRUZ

Lisboeta, saltitou na vida adulta por aqui e por ali, até que “aterrou” no Minho numa aldeia com oceano, rio e montanha.
Bióloga de formação, adora o mar e mergulhar em reinos de fantasia. Descobriu que gosta de fazer crónicas e colabora na promoção de uma Associação Musical local. Sempre a achar que há muito mais a descobrir.

IVO LIMA

Screen Shot 2016-02-29 at 17.22.42

Sou estudante finalista de Biologia Aplicada da Universidade do Minho, que é como quem diz, um “quase biólogo”. Considero-me uma pessoa extrovertida que gosta de aliar conhecimentos científicos a uma boa conversa. Sendo um dos alunos mais recente deste projecto STOL, o meu objectivo é mostrar que o cidadão comum tem o dever e o direito de conhecer o mundo através de uma “visão científica”. Sou a pessoa mais positiva que conheço e com isso aprendi a encarar tudo com um sorriso na cara e com humor para dar e vender (de preferência vender).

JOANA FIGUEIREDO

Desde muito cedo que dizia que queria seguir Biologia e assim o fiz, encontro-me agora no primeiro ano da licenciatura e a gostar de cada minuto. Sou muito curiosa e isso leva-me a pesquisar e ler sobre todo o tipo de temas e a querer saber sempre mais.
A comunicação da Ciência é algo muito importante na sociedade e tendo eu um enorme gosto em escrever e fotografar, este projeto (STOL) despertou-me logo interesse. Sempre me disseram que sou muito boa a explicar “coisas” e a comunicar de forma a que toda a gente entenda, também considero que tenho jeito para escrever e sinto-me bastante mais confortável neste mundo. Como tenho um bocado de fobia de falar em público, sem dúvida que me sinto mais à vontade a falar com crianças, mas isto era algo que também gostava de mudar.

NEBGUM

O NEBGUM – Núcleo de Estudantes de Biologia e Geologia é uma associação sem fins lucrativos, dirigida por alunos da Licenciatura em Biologia e Geologia da Universidade do Minho. O NEBGUM tem como principal objetivo apoiar os estudantes da licenciatura e fomentar a entre-ajuda, bem como possibilitar uma maior interação entre professor e aluno. Adicionalmente, o NEBGUM pretende também promover a Ciência dentro e fora da comunidade académica.

VERA OLIVEIRA 

Quando me perguntam sobre o que despertou a minha curiosidade em relação à ciência, a resposta é sempre a mesma: já está nos meus genes! Desde bem pequena que me lembro de acompanhar a minha mãe nas mais diversas experiências científicas que elaborava, sempre numa ânsia e correria de aprender mais e mais sobre o mundo que me rodeava. Atualmente finalista da Licenciatura de Biologia Aplicada e com um fraquinho pelas artes da banda desenhada, tomei como minha missão divulgar ciência, para que tanto miúdos como graúdos também se apaixonem por este mundo que me é tão importante.

Aluna finalista de Biologia Aplicada que fez o projecto de fim de curso sob a orientação de Alexandra Nobre e Isabel Mina – Abril a Julho 2020