Há dois anos que a Ciência vai aos bares do Minho (25 JAN 18)

Há dois anos que a Ciência saiu da universidade e se juntou aos cidadãos, numa mesa com bebidas. Trata-se da iniciativa PubhD UMinho que tem vindo a desafiar mensalmente cientistas e investigadores nos bares das cidades de Braga e Guimarães.

Já passaram pelo “palco” do PubhD UMinho 51 investigadores, a trabalhar em universidades portuguesas e estrangeiras em áreas do conhecimento que vão desde as Ciências às Humanidades. Adicionalmente, foram publicadas 127 notícias nos media, estimando-se num total de 1100 o número de pessoas envolvidas nas sessões, entre leigos e especialistas.

Estes encontros informais de “amigos à volta de uns copos” permitem discutir temas da atualidade científica com uma linguagem desconstruída e acessível a todos.

Daniela Costa é investigadora em Psicologia Social e Tomada de Decisão, na UMinho, e o seu trabalho centra-se nos julgamentos de justiça no contexto de grupo, mais concretamente, na forma como as pessoas reagem a situações de iniquidade dependendo da intensidade da injustiça e da identidade social dos intervenientes. Com este projeto, a investigadora propõe apresentar técnicas que contrariem os preconceitos sociais associados ao terrorismo, um problema da sociedade atual.

Paula Ramos Nogueira é investigadora em História das Ciências e Educação Científica na Universidade de Coimbra, e debruça-se sobre o contributo da ciência e da tecnologia para o desenvolvimento da indústria têxtil portuguesa, analisando a história do setor em Guimarães, entre os anos de 1850 e 2016. Centrando-se nos principais avanços da ciência e tecnologia ao longo das diferentes fases da Revolução Industrial, o seu estudo tem por objetivo propor estratégias e modelos congruentes com um crescimento consistente e inovador do setor, um dos mais resilientes e importantes da economia nacional.

O PubhD (pub=bar e PhD=doutoramento) é um movimento de divulgação da ciência que surgiu no Reino Unido (2014) e se realiza agora em 22 cidades europeias. O PubhD UMinho é organizado pelo STOL – Science Through Our Lives, desde Janeiro de 2016, em Braga e Guimarães.

O próximo evento é já no dia 25 de janeiro pelas 21h15, no Barhaus, em Braga.

Daniela Costa – Psicologia (EPsi, Universidade do Minho) E se fosse consigo: como reagimos a injustiças?

Paula Ramos Nogueira – História das Ciências (III, Universidade de Coimbra) Têxtil, Ciência e Tecnologia: o fio da meada

Perder imagens do passado? Nem a feijões! (17 NOV 16)

A Exposição – 17 de Novembro a 2 de Dezembro no Auditório da Escola Sá de Miranda


15055627_1106078542838606_4345782547794645912_n“Perder imagens do passado? Nem a feijões!” é uma exposição onde poderão ser observados quadros parietais e manuais escolares antigos, bem como alguns espécimes animais e vegetais conservados, pertencentes ao espólio histórico da Escola Sá de Miranda. Estarão ainda presentes materiais didácticos produzidos pelo grupo STOL e pela Escola Sementes de Liberdade.
Esta exposição surge na sequência do projecto de licenciatura em Biologia Aplicada “O ensino das Ciências Naturais através da imagem – Viagem ao Passado”, de Ana Rita Gomes, sob a orientação de Alexandra Nobre e Paula R. Nogueira, em colaboração com a Escola Secundária Sá de Miranda. Os objectos seleccionados, foram enquadrados, nesta exposição, com objectivos de comunicação e educação em ciência. Veja um pequeno vídeo aqui.

 

A Tertúlia – 25 de Novembro às 10h no Auditório da Escola Sá de Miranda


15036579_1106243109488816_1979288202855297150_n“A Ciência, as leguminosas e a nutrição” – Oradores Paula R. Nogueira (investigadora do Instituto de Investigação Interdisciplinar da Universidade de Coimbra, em Doutoramento no curso de História das Ciências e Educação Científica e membro da equipa STOL), Dra. Teresa Lino Neto (professora do Dep. de Biologia da Universidade do Minho e investigadora do Centro de Biologia Funcional de Plantas) e Chef António Loureiro (Restaurante “A Cozinha”). Moderação de Sérgio Leite.

 

O Concurso – até 30 de Novembro


“Adivinhas Leguminosas!” é um concurso que integra a exposição “Perder imagens do passado? Nem a feijões!” e que conta com a colaboração STOL na sua génese. Além disso, Ana Rita Gomes, colaboradora STOL integra o júri do concurso (ver regulamento aqui).

fotos