Como matar as pragas e salvar um rim? – Os cientistas respondem! (24 NOV 16)

pubhd-10

Quão longe estamos de conseguir produzir órgãos em laboratório? E quais são as verdadeiras pragas que as cidades enfrentam? A Medicina Regenerativa e Ecologia vão marcar presença na 10ª edição do PubhD UMinho, em Braga.

Será no Bar Sé La Vie, junto à Sé de Braga, que duas jovens cientistas darão a conhecer o seu trabalho de investigação. Irão falar para uma audiência desconhecida, genuinamente curiosa e interessada em Ciência. No PubhD não há lugar para apresentações aborrecidas, palestras tradicionais, computadores nem apresentações digitais. É para esta conversa informal, entre amigos, que o grupo STOL da Universidade do Minho o quer convidar.

Bárbara Mendes é investigadora no grupo 3B’s (Biomaterais, Biodegradáveis e Biomiméticos) da Universidade do Minho. Trabalha em Engenharia de Tecidos e Medicina Regenerativa onde explora soluções para problemas a que a medicina actual não consegue responder. Ao usar materiais naturais quer, por exemplo, imprimir órgãos ou tecidos em laboratório que não levantem os problemas existentes na transplantação de órgãos doados, como é o caso da rejeição pelo organismo do paciente.

Já Diana Fernandes, mestre em Ecologia e Gestão Ambiental pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, vai abordar a temática das pragas nas cidades. O estudo foi realizado na Divisão Municipal de Jardins da Câmara Municipal do Porto e focou-se em 3 insectos bem conhecidos de todos nós (vespa asiática, processionário e escaravelho das palmeiras) e que trazem grandes prejuízos à população, ao património e a outros seres vivos. O estudo tem como objectivo em propor novos tratamentos para o controlo de pragas, de modo a assegurar a preservação dos espaços verdes da cidade do Porto.

O PubhD (pub de bar e PhD de doutoramento) é um movimento de divulgação da ciência que surgiu em Nottingham (2014) e chegou a Portugal em 2015 (Lisboa). Em 2016, por iniciativa do STOL – Science Through Our Lives, do Departamento de Biologia da Universidade do Minho, o PubhD começou a realizar-se, alternadamente, nas cidades de Braga e Guimarães. A entrada é livre.

 

Programa:

21h00-22h30 – PubhD UMinho #10
Sé La Vie, Braga

Bárbara Mendes – Engenharia de Tecidos e Medicina Regenerativa (Grupo 3B’s, UMinho)
“Órgãos à lá carte

Diana Fernandes – Ecologia e Gestão Ambiental (FCUL, Univ. Lisboa)
“As pragas do Egipto da cidade Invicta”


botao-stolscience

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s